Testes QA para Apps Móveis 2018-07-09T11:33:26+00:00

Testes QA para Apps Móveis

As aplicações móveis de perfil empresarial suportam funções empresariais através de dispositivos portáteis sem fios. A iTech Labs tem testado há mais de 10 anos estas plataformas empresariais tidas como decisivas em vários dispositivos móveis. Os nossos testes QA para Aplicações Móveis ocorrem em navegadores e aplicações para download.

A maioria dos testes Móveis efetuada pela iTech Labs tem sido focada na indústria de jogos online, a fim de complementar e adicionar serviços extra aos nossos testes de Certificação e trabalho de Auditoria. Este forte background no que concerne a testar estruturas internas profundas de código altamente seguro permitiu aos nossos testers experientes alcançarem a excelência nos testes a uma vasta gama de software e aplicações, de acordo com um padrão extremamente elevado.

Por isso, tivemos o privilégio de efetuar testes Móveis Empresariais para algumas das maiores empresas na indústria de jogos online em todo o mundo, e estamos a expandir constantemente a nossa rede de clientes satisfeitos.

Âmbito dos Testes Móveis

Os nossos testes QA para Apps Móveis são principalmente efetuados tendo em conta determinadas especificações. Estas podem ser alteradas e atualizadas a fim de corresponder às necessidades de uma empresa individual e/ou a um conjunto de regulamentos. O objetivo dos nossos testes Móveis não é somente atender a especificações rigorosas, mas também satisfazer quaisquer requisitos empresariais estabelecidos pelos nossos clientes ou pelos clientes das empresas.

Os serviços económicos de testes Móveis da iTech Labs são facultados pelos nossos laboratórios de testes na Austrália, Europa e Ásia.

Para mais informações sobre os testes de Quality assurance, por favor visite o nosso site QA: www.itechqalabs.com

As principais áreas dos Testes Móveis são:

Durante a fase de Testes de Funcionalidade, podemos assegurar que todos os módulos individuais operam consoante a sua funcionalidade designada, do ponto de vista da capacidade individual e integrada. Além disso, garantimos que a conectividade entre todos módulos e o mundo exterior permanece fortalecida. Preparamos scripts de teste com casos de teste que cobrem todos os tipos de exigência englobados numa modular específica, para assegurar que o software executa tudo o que é suposto.
O Teste Funcional normalmente envolve o seguinte:

  • Identificação de quaisquer regulamentos governamentais aplicáveis que se espera que o software cumpra
  • Identificação de todas as funções que se espera que o software cumpra
  • Criação de dados de input e determinação de output
  • Execução de casos de teste
  • Comparação dos resultados esperados e reais
  • Verificação se a aplicação funciona como esperado
  • Testes de conectividade
  • Testes de funcionalidade de cada módulo individual
  • Testes de integração

Os Testes Funcionais não implicam uma função ou método – o nosso Teste Funcional ganha ainda mais em profundidade, e testa uma parte da funcionalidade de todo o sistema (também conhecido como teste end-to-end).

Durante o Teste de Interação Utilizador/Dispositivo, podemos garantir que a aplicação não afeta negativamente ou interfere com qualquer outra aplicação ou função no dispositivo.

As três áreas principais deste teste incluem:

  • Várias Aplicações
  • Mensagens e Chamadas
  • Ajuda e Sobre

A velocidade e o desempenho de uma aplicação móvel são fatores importantes no que diz respeito à qualidade e à satisfação dada aos utilizadores finais.
Os testes de desempenho determinam como a sua aplicação irá funcionar em termos de agilidade e estabilidade, quando submetida a uma determinada carga de trabalho. Também podem ser úteis para medir, validar ou verificar outros atributos do sistema, como escalabilidade, fiabilidade e utilização de recursos. Temos vários anos de experiência em testes de desempenho para garantir que o seu pedido chega aos seus clientes com o mais alto nível de qualidade possível.

Testes de Carga
Os testes de carga são o método mais simples dentro dos testes de desempenho. Um teste de carga é geralmente efetuado a fim de compreender o comportamento do sistema quando submetido a uma carga. Esta carga pode ser o número esperado e simultâneo de utilizadores na aplicação ao mesmo tempo, a execução de um número específico de operações dentro da duração definida. Se a base de dados, servidor de aplicações, etc. forem também monitorados, este teste pode indicar pontos de dificuldade no software de aplicação.

Teste de Stress
Os testes de stress são habitualmente usados para compreender os limites máximos de capacidade no seu sistema. Este teste é efetuado para determinar a robustez da sua aplicação quando submetido a uma carga extrema, e ajuda a compreender se a sua aplicação irá ter um desempenho adequado caso a carga atual suba bastante acima do máximo esperado.

Os Testes de Saúde do Dispositivo são decisivos para o funcionamento geral do dispositivo, enquanto a aplicação está em funcionamento ou em standby. Efetuamos vários testes durante esta fase para determinar se cada função “normal” do dispositivo, da mais minuta e obscura à mais básica e standard, é capaz de completar o seu propósito quando a aplicação está em operação ou num estado de inatividade.

Alguns destes testes incluem o seguinte:

  • Estabilidade da Aplicação
  • Gestão de Eventos
  • Utilização de Memória
  • Gestão de Erro

Os Testes de Compatibilidade com Múltiplos Dispositivos determinam se a sua aplicação encaixa corretamente e se funciona em diferentes tamanhos de ecrã e sistemas operacionais. Temos os métodos e dispositivos necessários para garantir que a maioria dos tipos de dispositivos (de diferentes tamanhos) são abrangidos, deixando-o totalmente seguro de que a sua aplicação será bem recebida por todos os públicos pretendidos.

A fase de testes de Interface do nosso processo engloba vários testes diferentes. Cada um destes, dependendo do contexto ou dispositivos, garante que a sua aplicação será capaz de se adaptar e funcionar como previsto, sem atrasos, falhas de comunicação ou dificuldades.

As principais áreas da fase de testes de Interface são:

  • Visores de Ecrã
  • Interface de Utilizador
  • Input/Output
  • Data e Hora internacional

Os Testes de Segurança englobam todas as medidas tomadas ao longo de todo o ciclo de vida do código, a fim de circunscrever lacunas na política de segurança do seu software, ou de quaisquer vulnerabilidades subjacentes ao sistema. Estes podem emergir em falhas no sistema, desenvolvimento, implementação, atualização ou manutenção da aplicação, e são incrivelmente simples de negligenciar por parte de pessoas internas ou inexperientes.

Ameaças de segurança comuns são abaixo mostradas:

Categoria Ameaças/Ataques
Validação de Input Excesso de buffer; scripting transversal a vários sites, injeção SQL; normalização
Falsificação de Software O atacante altera o comportamento no tempo de execução para realizar ações não autorizadas; uma falha explorada através de patching binário, da substituição de código ou da extensão de código
Autenticação Espionagem de rede; Ataques de força bruta; ataques de dicionário; repetição de cookies; roubo de credenciais
Autorização Aumento de privilégios; divulgação de dados confidenciais; violação de dados; ataques-chamariz
Gestão de Configuração Acesso não autorizado a interfaces de administração; acesso não autorizado a armazenamentos de configuração; recuperação de dados de configuração em texto claro não criptografado; ausência de responsabilidade individual; processo excessivamente privilegiado e contas de serviço
Informações Sensíveis Acesso a código ou dados sensíveis em armazenamento; espionagem na rede; código/violação de dados
Gestão de Sessão Sequestro de sessão; repetição de sessão; man-in-the-middle
Criptografia Débil geração ou gestão de chaves; encriptação fraca ou personalizada
Manipulação de Parâmetros Manipulação de cadeias de consulta; manipulação de campo de formulário; manipulação de cookies; manipulação de cabeçalhos HTTP
Gestão de Exceções Divulgação de informações; recusa de serviço
Auditoria e Registos O utilizador recusa a execução de uma operação; o atacante explora uma aplicação sem deixar vestígios; o atacante cobre os seus rastos

Os testes de segurança verificam se existem quaisquer vulnerabilidades ou falhas de segurança no software. Caso não sejam testadas, estas vulnerabilidades deixam o seu software e clientes expostos à exploração de brechas.

As ferramentas automatizadas associadas à segurança: deteção de vulnerabilidades, ferramentas de testes de penetração e ferramentas de análise de código.

Os Testes de Regressão têm como intento por a nu quaisquer bugs de software nos módulos existentes de uma aplicação, após alterações como melhorias, correções ou alterações de configuração terem sido feitas a um módulo. A finalidade dos Testes de Regressão passa por garantir que as mudanças de software não introduziram novos bugs nos módulos relacionados da sua aplicação.

Os Testes de Regressão são efetuados para testar uma aplicação de forma eficiente, ao selecionarem sistematicamente um conjunto mínimo de testes, em vez de reexecutarem testes completos anteriormente concluídos. Isto poupa-lhe tempo e dinheiro.

Os testes de regressão podem ser feitos manualmente ou recorrendo a ferramentas automatizadas.

Em muitas aplicações críticas com supervisão regulamentar, o código crítico deve ser revisto de forma independente, sendo depois compilado sob a supervisão de um laboratório de testes independente. A Revisão do Código-fonte geralmente envolve o uso de valores input, lógica e parâmetros que determinam os valores output, e a procura de cavalos de Troia e códigos maliciosos. A Revisão do Código-fonte pode ser adaptada para atender às suas necessidades individuais. Oferecemos uma análise manual e automatizada do software.

Os nossos consultores têm uma vasta experiência em revisão de código crítico e na efetuação de builds remotos e supervisionados.